Os riscos da Medicina Ayurvédica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os riscos da Medicina Ayurvédica

Mensagem por Palavra de Condão em Dom Jul 20, 2008 12:46 am

Para os indianos, a doença surge quando a relação entre o indivíduo, o universo e a saúde é corrompida. Esta terapia propõe outras curas

É a medicina oficial da India, país onde foi criada há mais de 3000 anos. Trata-se de um sistema de saúde holístico (o seu grande objectivo é o equilíbrio do corpo, mente e espírito), no qual se incluem dietas, yoga, meditação, plantas medicinais, jejum, massagens e fármacos ayurvédicos.

De acordo com a sua filosofia-base, há uma relação entre o indivíduo, o universo e a saúde. A doença surge quando esta ligação é corrompida. Segundo a medicina ayurvédica, existem três forças (doshas), compostas por um ou dois elementos da natureza (água, fogo, terra e ar), que controlam as actividades do organismo.

Assim, a probabilidade de a pessoa vir a desenvolver uma determinada patologia é condicionada pelo seu estado de saúde física e mental, estilo de vida e (des)equilíbrio dos doshas.

As descobertas da ciência

Até ao momento, foram realizados poucos estudos rigorosos sobre as diversas práticas da medicina ayurvédica. I

nvestigadores da Universidade do Arizona encontram-se a analisar plantas usadas para tratar patologias inflamatórias e a sua eficácia em casos de asma e artrite.

Outra equipa aposta na investigação do composto da planta mucuina priens e as suas potencialidades para prevenir ou atenuar os efeitos da Doença de Parkinson.

Investigadores da Universidade da Pennsylvania, depois de testarem os efeitos de uma planta (guggulipid) ao nível da hipercolesterolomia e de concluirem que é ineficaz (chegando em alguns casos a aumentar os níveis de mau colesterol), estão agora a analisar as potencialidades da medicina ayurvédica a nível cardiovascular.

Os riscos que encerra

Algumas substâncias ayurvédicas não foram ainda estudados de forma aprofundada e são potencialmente tóxicas. Segundo o National Center for Complementary and Alternative Medicine (NCCAM), um estudo norte-americano, publicado em 2004, verificou que cerca de 14 medicamentos ayurvédicos de venda livre continham chumbo, mercurio ou arsénico.

O mesmo organismo sublinha ainda que, uma vez que estes medicamentos são o resultado da combinação de várias substâncias, torna-se difícil saber qual delas gera efeitos e porquê.

Texto: Nazaré Tocha

Palavra de Condão
Admin

Feminino
Número de Mensagens : 652
Idade : 36
Data de inscrição : 19/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum